CATL’s IDEIA (1º ciclo) + O Nosso Sonho (2º e 3º ciclo)

f19parce2Na lógica da sua missão, a Ideia/ONS desde sempre valorizaram o tempo livre das crianças e a educação não formal como um espaço e um tempo fundamental para o desenvolvimento integral de cada criança.
É um tempo sem poder formal, mas fundamental na construção do Ser e do Saber . MFS

Os Centros de Atividades de Tempos Livres (CATL) são uma resposta comparticipada pela Famílias de acordo com o seu rendimento per capita. As respostas das duas instituições são:

CATLs 1º Ciclo da IDEIA:
»
CATL Tires (2 polos: Tires + E.B. Antº Torrado)
» CATL Outeiro
» CATL Matoscheirinhos (2 polos: E.B. Tires 2 + E.B. Rómulo de Carvalho)

CATL 2º e 3º Ciclos d´O Nosso Sonho:
» CATL Eixo 2 Matoscheirinhos, em parceria c/ a DISTSABER MAIS »»

f19parce1Reconhecendo as oportunidades acrescidas que o tempo livre proporciona em termos de socialização, de descoberta, de desenvolvimento e de constituição de novos saberes.

Numa perspetiva educativa que assume os projetos de ocupação deste período, de suporte às famílias e complementar à escola, como importante meio de participação, de exercício da cidadania, de desenvolvimento da criatividade, de experimentação artística, desportiva e de construção cultural.
Assumimos ainda como objetivos:

f19parce3– Criar dinâmicas que fomentem o “espírito tertuliano”- o prazer de discutir ideias, a descoberta (de si e dos outros), a curiosidade, a participação, a partilha, a cooperação, o estar atento e proativo em relação a tudo o que acontece – na Comunidade, no País e no Mundo;

Promover o desenvolvimento da autonomia, da responsabilidade, da iniciativa, da ética, do rigor, da persistência e da criatividade;

f19parce4 Reforçar o sentido de pertença a um grupo, a identidade individual, familiar e cultural;

Valorizar a participação, a livre escolha e a importância do brincar;

Estimular/valorizar a arte e a criatividade.

– Sensibilizar para as diferentes linguagens da criação artística humana nas suas várias expressões (literária, plástica, corporal-cinestésica, musical e dramática) alargando o quadro de referenciais culturais conhecidos;

Dar expressão às potencialidades criativas de cada um, criando momentos de exploração e experimentação individual, e/ou em grupo, no domínio artístico;

Valorizar o espaço envolvente, os contextos sociais naturais e a relação com a comunidade que se habita; e

Sensibilizar para os recursos existentes no distrito, nomeadamente para a riqueza do património natural, histórico e cultural dos concelhos de Cascais, Sintra e Lisboa.

campoferias2014-15