Tudo é Possível

(O filme que nos faz acreditar!…)
“Já alguma vez pensaste porque estás aqui?”
“O que pensas que tens para dar ao mundo?”
“O que é que podes inventar que seja completamente novo?”
Crianças refletem sobre estas questões que dão o mote para revisitar um ano passado em conjunto. “Uma história sobre a magia interminável que existe em cada um de nós“.

Filme inspirado na história original de Kobi Yamada e ilustrado por Gabriella Barouch,
com edição ‘Zero a Oito’.
Pela equipa do Jardim de infância CEIDe IDEIA Tires. (2021/22)

Mafra

Saída pedagógica do CEI Matos Cheirinhos O Nosso Sonho: Salas Intelectual + Expressões

Aldeia Típica José Franco (Museu) + Jardim do Cerco

Aldeia Típica de José Franco “Aldeia Típica do Sobreiro ou simplesmente Aldeia Saloia. Qualquer uma destas designações aponta a bússola para a pequena localidade do Sobreiro, entre a Ericeira e Mafra, onde se situa uma das mais reconhecidas aldeias musealizadas do país.” Saiba + no site da CM-Mafra »
::
Jardim do Cerco
“Barroco por excelência e local de paragem obrigatória para quem visita Mafra. (…) No Jardim do Cerco existe um espaço denominado Horto das Aromáticas, que apresenta cerca de 39 espécies de plantas com utilização para fins medicinais e condimentares. É desde 2019, Património Mundial da UNESCO. Saiba + no site da CM-Mafra »

Linguagem Gestual Portuguesa

A Patrícia que esteve a ajudar-nos na nossa sala comunica através de Língua Gestual Portuguesa (LGP) e nós quisemos aprender!
Como os pais do Gonçalo também comunicam por LGP, convidámos a sua mãe Joana para nos vir ensinar alguns gestos de animais, cores e muito mais…

Agora já sabemos a canção do “Bom dia” e a da “Escolha

…e também alguns animais ou formas geométricas.

 

 

Desculpem se nos enganámos em algum gesto… ainda estamos a aprender!

Grupo da Sala das Expressões
CEI O Nosso Sonho Matos Cheirinhos

Março 2022

 

 

Atelier da natureza

A nossa sala (de Transição) transformou-se…

Fomos ao ECOparque fazer descobertas, explorações sensoriais e “cozinhas de lama”. Na conversa de grande grupo surgiu a ideia de fazermos um atelier na sala. Fomos então desafiar as nossas famílias para numa aventura ao ar livre recolhermos mais e variados materiais – pinhas, galhos, folhas, bugalhos, etc. Chegou então o dia em que criámos e demos vida ao nosso “atelier da natureza” !

Algumas crianças mais crescidas das outras salas também quiseram juntar-se ao nosso atelier numa perspetiva de partilha, interajuda e crescimento social.

  A.L 21-22, J.I. CEID´Outeiro IDEIA (Sala de Transição)


Dia da alimentação no CEI

Celebrámos o Dia Mundial da Alimentação com um circuito de várias atividades sugeridas por nós:

Jogo dos alimentos saudáveis; Carinhas de fruta e sumo de laranja; Alimenta a tua arte com pop-art de frutas; teatro de sombras ‘A surpresa de Handa’; Agrupa os alimentos na roda; Faz a tua piza saudável.

Fomos sozinhos em equipas e por cada atividade ganhámos um carimbo! Depois no recreio piquenicámos tudo o que fizemos nas atividades – Huuummmm!!!…

Sobre a ‘Participação’ das crianças em J.I.

Como PARTICIPAM crianças entre os 5 e 6 anos num projeto artístico?Construção do Projeto «Tio lobo»

Partilhamos o filme sobre a «Participação» do grupo da sala das Expressões (3e) do JI CEIDe Tires) na construção do teatro de fantoches «Tio Lobo» – um reconto da história com o livro homónimo da Kalandraka, a partir de duas ideias escritas no Diário, e posteriormente desenvolvidas pelas crianças em reunião de Conselho.

Assista aos FILMES:
* «Participação» das crianças AQUI!
* Teatro de fantoches «Tio Lobo» AQUI!


 

Um dia na Quinta…!

As crianças do j.i. CEID´Outeiro IDEIA, deram início a este Programa “Um dia na Quinta …! “ em que os objetivos passam por participar nas atividades relacionadas com a Horta Pedagógica: compostagem, plantar vegetais e semear alfobres,… e ainda dar de comer às galinhas e patos na Quinta dos Animais que cá temos!
Esta iniciativa partiu de interesses e projetos trabalhados em sala – tal como A passos com a Natureza, e também da colaboração da Cascais Ambiente que partilhou, numa visita à IDEIAOuteiro, o Projeto Horta nas Escolas. Os meninos contam com uma mãozinha da equipa dos serviços.


 

A passos com a Natureza

Todas as semanas saímos e respiramos ar puro.,. tiramos partido do nosso meio envolvente natural…brincamos e interagimos com natureza! (CEID´Outeiro IDEIA, S.J.D.)

“É necessário e saudável que voltemos o olhar para a terra e que, na contemplação da sua beleza, nos encontremos com a curiosidade e a humildade”  RACHEL CARSON, cit por Catherine L´Ecuyer

» Pintura com elementos naturais
“A natureza é uma das primeiras janelas de curiosidade da criança” CATHERINE L´ECUYER, Educar na curiosidade

» POEMA “Sei um ninho “ Encontrámos um ninho e aprendemos o poema de Miguel Torga…

» Visita à horta Comunitária de Outeiro Polima

O Ricardo quis partilhar com o grupo que tem uma horta e surgiu a ideia de visitar a sua parcela na Horta comunitária de Outeiro Polima e assim promover o contacto com a terra e a agricultura.
Observámos diferentes vegetais, descobrimos algumas curiosidades e ampliámos saberes para cuidar de uma horta. Cheirámos, tocámos, experimentámos e ainda semeámos!!!

Acompanharam-nos o pai do Ricardo, e também a Cascais Ambiente (responsáveis pelas hortas comunitárias do concelho e do projeto das hortas nas escolas.
Falámos sobre a agricultura biológica para promover uma maior consciência e responsabilidade ambiental.


 

O projeto que fez surgir “o cisne lindo!”

Memórias do CEI » 1 Projeto e 1 reconto da sala Intelectual (A.L.19/20) 
O que têm os patos debaixo das penas?”… pesquisámos, procurámos em livros, trouxemos penas, histórias… e entre elas “O patinho feio”… Explorámos a história e vimos…
 ” Mas que estranho! O que é isto?    |    Que  patinho tão diferente   |    O pescoço é tão comprido      |      O que se passou realmente?”
…partilhámos o que sentimos com esta história, vivências, experiências e concluímos que somos todos diferentes…
Seria mesmo um pato feio? Ou por vezes olhamos e não conseguimos ver…
Sensíveis à importância de reconhecer e valorizar as diferenças, recontámos a história, criámos novos personagens…e demos-lhe um novo titulo…
Esperamos que, tal com a nós, esta nova abordagem vos desperte para atitudes críticas e reflexivas que conduzam ao reconhecimento da dimensão pessoal  e, ao mesmo tempo, ao  valor do sentido de pertença.