Sobre a ‘Participação’ das crianças em J.I.

Como PARTICIPAM crianças entre os 5 e 6 anos num projeto artístico?Construção do Projeto «Tio lobo»

Partilhamos o filme sobre a «Participação» do grupo da sala das Expressões (3e) do JI CEIDe Tires) na construção do teatro de fantoches «Tio Lobo» – um reconto da história com o livro homónimo da Kalandraka, a partir de duas ideias escritas no Diário, e posteriormente desenvolvidas pelas crianças em reunião de Conselho.

Assista aos FILMES:
* «Participação» das crianças AQUI!
* Teatro de fantoches «Tio Lobo» AQUI!


 

Fazemos votos que 2021 nos possa sorrir e abraçar

Num tempo de incerteza reforçamos a força do afeto, dos valores, da generosidade, da criatividade e da esperança num mundo melhor. (Mª Fátima Souto)

Os nossos ambientes festejam o Natal com as produções das crianças, usando materiais naturais e que preservam o ambiente, (conheça as Árvores de Natal 2020 AQUI »» )
O Pai Natal de sempre, uma noite destas, também visitou todas as valências, e deixou-nos um miminho e este registo em vídeo:

Participação no J.I.: Projeto «Tio lobo»

Filme da construção do teatro de fantoches sobre projeto do «Tio lobo» – com a participação das crianças do grupo da sala das Expressões (3e) do JI CEIDe IDEIA Tires.


(Veja o vídeo no canal – IDEIA / O Nosso Sonho do Youtube!, AQUI »» )

PERSONAGENS / Elenco:

Professora – Gabriela fez a construção do fantoche, a voz – Mariana L. | Mãe da Carmela – Mariana S. o fantoche , a voz – Constança S.| Burro – Constança V. | Carmela – Bernardo construiu o fantoche, a voz – Mia | Tio Lobo – Tomás fez fantoche e a voz foi o Tiago | Cão – Lucas | Casa da Carmela – Fábio | Frigideira– Diego | Contadora da história (narradora) – Mara

Assista ao espetáculo AQUI:  Teatro de fantoches «Tio lobo»


 

Teatro de fantoches «Tio Lobo»

Um reconto de um grupo do JI CEIDe IDEIA Tires, a partir de propostas que surgiram no Diário, escritas por duas crianças: “quero fazer bonecos com folhas de outono”; e “teatro de fantoches com as folhas de outono”. Então, na reunião de Conselho, surgiu a ideia de fazer o «Tio lobo», a partir do livro homónimo da Kalandraka. Assista aqui ao resultado:
(vídeo no canal – IDEIA / O Nosso Sonho do Youtube!)

» Sala das expressões, Outubro 2020 – Participaram na construção deste projeto as crianças: Bernardo, Clara, Constança V., Constança S, Morgana, Diego, Fábio, Filipe, Gabriela, Laura, Letícia, Lourenço M., Lourenço D., Lucas, Mara, Mariana G., Mariana L., Mariana S., Marthin, Martim, Mia, Rafael, Teresa, Tiago e o Tomás. EDUCADORA: Inês Amorim | AUXILIAR: Elsa Ferreira

Assista também ao filme – Participação no J.I.: Projeto «Tio lobo» para saber como estas crianças participaram neste projeto.


 

“Sei um ninho”… de Miguel Torga:

Sei um ninho.   |   E o ninho tem um ovo.   |   E o ovo, redondinho,  |   Tem lá dentro um passarinho   |   Novo.  |   Mas escusam de me atentar:   |   Nem o tiro, nem o ensino.   |   Quero ser um bom menino  |   E guardar   |   Este segredo comigo.   |   E ter depois um amigo  |   Que faça o pino  |   A voar…

Tudo começou por causa do “nh…” quando a palavra “ninho” apareceu numa lista de palavras. Ouviram o poema, aprenderam vocabulário, realizaram questões de interpretação, treinaram a sua leitura e gravaram um áudio a declamá-lo! Foi então lançado o desafio de construir um ninho.
A única condição era utilizar materiais que tivessem em casa!
Todos se envolveram com muita criatividade e inovação!


 

O projeto que fez surgir “o cisne lindo!”

Memórias do CEI » 1 Projeto e 1 reconto da sala Intelectual (A.L.19/20) 
O que têm os patos debaixo das penas?”… pesquisámos, procurámos em livros, trouxemos penas, histórias… e entre elas “O patinho feio”… Explorámos a história e vimos…
 ” Mas que estranho! O que é isto?    |    Que  patinho tão diferente   |    O pescoço é tão comprido      |      O que se passou realmente?”
…partilhámos o que sentimos com esta história, vivências, experiências e concluímos que somos todos diferentes…
Seria mesmo um pato feio? Ou por vezes olhamos e não conseguimos ver…
Sensíveis à importância de reconhecer e valorizar as diferenças, recontámos a história, criámos novos personagens…e demos-lhe um novo titulo…
Esperamos que, tal com a nós, esta nova abordagem vos desperte para atitudes críticas e reflexivas que conduzam ao reconhecimento da dimensão pessoal  e, ao mesmo tempo, ao  valor do sentido de pertença.


 

A pensar no dia da Mãe

… que esperamos ter sido passado em família, com muita saúde e amor, partilhamos com TODAS as famílias um momento que acontece agora semanalmente por videoconferência,
com a participação das equipas e crianças do jardim de Infância, onde pretendemos acompanhar, manter o contacto, a memória coletiva do espaço tempo do jardim de infância, cuidar de alimentar as relações cortadas à força pelo vírus. (…), vamos “manter o jardim de infância aberto online para intensificar afetos… (LER MAIS em Videoconferências JI AQUI »»)

Partilhamos ainda três atividades que foram sugeridas durante uma videoconferencia do J.I. CEID´Outeiro IDEIA, mas que podem aproveitar para outro dia igualmente especial!
“Vamos escrever (…) com objetos e brinquedos” / “Coração em origami” / “Experiência: Flôr que abre na água!”

. .


 

Quando a mãe era pequena

(Dia da Mãe no J.I. CEIDe)
Este ano celebrámos o dia da Mãe por videoconferência, onde houve espaço para uma história, para a partilha de memórias, educação física e música.

Foi um momento muito gratificante e especial!

A partir da história «Quando a mãe era pequena», fizemos um jogo – Que som é este? – e  até lhe dedicámos uma aula de educação física! Cantámos a canção Beijinho mamã, e no final desafiámos as mães a contarem um pouco das suas brincadeiras de infância e das suas memórias. 

Fica aqui a nossa partilha das atividades!

   
Clique nos vídeos para os visualizar no canal do youtube ‘ideia o nosso sonho’ 

O livro “Quando a mãe era pequena” é um álbum ilustrado que fala sobre algumas diferenças entre gerações. (…) “o mundo era um sítio diferente. Brincava-se na rua, não havia telemóveis, as compras faziam-se na mercearia e os discos eram de vinil. Mas também há coisas que nunca mudam…”
As crianças adoram saber e os adultos adoram contar.

Como era quando os pais eram pequeninos? O mundo era diferente, não havia micro-ondas, computadores, telemóveis nem televisão a cores.

Parece inacreditável mas era assim! Mas, por mais avançada que seja a tecnologia, há coisas que se mantêm inalteradas,
como o amor entre pais e filhos.

CEIDe Tires abril 2020

«Quando a Mãe Era Pequena» é um livro de Joana Cabral, c/ Ilustração de Margarida Teixeira e edição da Máquina de Voar